O mordomo da princesa Diana, Paul Burrell, critica o documentário do Channel 4

O ex-mordomo da princesa Diana, Paul Burrell, diz que 'lutou para reconhecer' a imagem de uma 'princesa ingênua' pintada em um documentário recente do Channel 4 sobre sua infame entrevista no Panorama de 1995.

O documentário Diana: Uma Entrevista que Chocou o Mundo da semana passada, que foi feito pelo Canal 4, mas foi ao ar no Canal 5, entrevistou pessoas de dentro da BBC, e aqueles que trabalharam em estreita colaboração com a Princesa, sobre sua infame entrevista.

A explosiva entrevista no Panorama de 20 de novembro de 1995 viu a princesa de Gales, que ainda era casada com o príncipe Charles, agora com 71 anos, falar sobre seu caso com Camilla Parker-Bowles e sobre a luta contra a bulimia, entre outros assuntos.

Paul, de 62 anos, disse ao The Sunday Telegraph que, aos 34 anos, Diana estava no "auge de seus poderes profissionais" e tinha aprendido a navegar em seu caminho sob os holofotes e sentiu que a imagem pintada pelo documentário era difícil de acreditar .


Ele disse: 'É por isso que me esforcei para reconhecer o retrato de Diana pintado no documentário da semana passada'.

Ele disse que Diana era uma personagem cheia de nuances e que espera que a próxima série da Netflix, The Crown, possa capturar melhor a profundidade de sua personagem.

Ele continuou: 'É um sabor que eu não acho que foi totalmente capturado pelo documentário do Channel 4, com suas insinuações de uma princesa ingênua que foi enganada para abrir seu coração.'

Paul insistiu que, embora Diana não tenha percebido o impacto da aparência, ela nunca se arrependeu da entrevista em si - o que é sublinhado pelo fato de que ela continuou sua amizade com Bashir anos depois.

No 25º aniversário de sua famosa entrevista com Diana na semana passada, foi anunciado que Paul Burrell de 57 anos, que atualmente trabalha como editor de religião do canal de notícias, está "gravemente indisposto" com complicações do COVID-19.

O jornalista já estava indisposto no início de outubro, quando a BBC disse que ele estava muito doente para responder aos pedidos da imprensa para comentar uma matéria da entrevista.

No documentário da semana passada, Paul relembrou a tensão que antecedeu sua entrevista no Panorama e revelou que desempenhou um papel em trazer o locutor Martin Bashir para sua residência.

O ex-servo da casa real contou como Diana lhe pediu que pegasse 'alguém'.

Ele disse que pegou Martin Bashir, na época um jornalista pouco conhecido do Panorama, e o escondeu sob um cobertor em seu carro para levá-lo ao Palácio de Kensington para que ele pudesse conhecer Diana.

Burrell disse que não tinha ideia de quando a amizade de Diana com Bashir o levaria a uma grande entrevista.

Seja um parceiro do nosso Blog: Fale conosco.

Segue o "Águas da vida" no Facebook


O romance do ano:
Adelaide - A Duquesa


Comentários