Glenn Close revelou que SE RECUSOU a chorar fazendo o papel de vice-presidente dos EUA

ADVN - Glenn Close revelou que ela se recusou a chorar enquanto interpretava o vice-presidente dos EUA no filme de ação de 1997, Força Aérea Um.

A atriz de 73 anos, que estrelou ao lado de Harrison Ford como o presidente do filme, relembrou a experiência durante uma retrospectiva de carreira para a Vanity Fair.

- Uma coisa de que me lembro é que houve uma cena em torno daquela mesa em que ela começou a chorar. E eu disse: "Não vou fazer isso. Não acho que isso aconteceria. Meu vice-presidente não. Meu vice-presidente aceitaria o desafio", disse Glenn.

Seus comentários foram feitos apenas dois meses antes de Kamala Harris tomar posse como a primeira vice-presidente mulher dos Estados Unidos.

Em uma entrevista recente, ela também confessou que o Oscar de melhor atriz de Gwyneth Paltrow por Shakespeare Apaixonado não "fazia sentido" para ela.

No programa na Pipoca Com Peter Travers Glenn disse que achava que Fernanda Montenegro deveria ter ganhado para o filme brasileiro Central do Brasil.

Embora a própria Glenn não estivesse concorrendo ao prêmio de melhor atriz naquele ano de 1999, os indicados incluíam Meryl Streep, Emily Watson e Cate Blanchett.


Seja um parceiro do nosso Blog: Fale conosco.

Segue o "Águas da vida" no Facebook


O romance do ano:
Adelaide - A Duquesa

 



 

Comentários