Meghan Markle revela que sofreu um aborto espontâneo

ADVN - Meghan Markle revelou hoje que sofreu um aborto espontâneo durante o verão em um artigo escrito para um jornal dos EUA.

A Duquesa de Sussex disse que perdeu seu segundo filho depois de sentir uma 'cãibra forte' ao trocar a fralda de seu filho Archie em julho.

Escrevendo no New York Times hoje, a Sra. Markle descreveu adoecer em casa em Los Angeles e estar no hospital chorando vendo o "coração de seu marido Harry se partir enquanto ele tentava segurar os pedaços do meu" enquanto eles choravam por seu bebê.

Descrevendo o momento trágico em que percebeu 'algo não estava certo', ela disse: 'Depois de trocar a fralda dele, senti uma cãibra forte. Eu me joguei no chão com ele em meus braços, cantarolando uma canção de ninar para nos manter calmos, a melodia alegre em forte contraste com a minha sensação de que algo não estava certo '.

Na peça intitulada 'As perdas que compartilhamos', ela disse: 'Eu sabia, enquanto agarrava meu primeiro filho, que estava perdendo o meu segundo filho'. Não se sabe quantas semanas de gravidez Meghan estava, mas a maioria das mulheres sofre aborto espontâneo nos primeiros três meses.

Meghan é o primeiro membro da realeza a descrever em detalhes a 'dor insuportável' de perder um bebê. Zara Tindall sofreu dois abortos espontâneos enquanto Sophie, Condessa de Wessex, perdeu um bebê ainda não nascido em 2001.

O artigo de Markle no New York Times também descreve um ano de "pontos de ruptura" para o mundo, incluindo mais de 1 milhão de mortes globais de Covid-19, bem como o "isolamento social" do bloqueio e os protestos Black Lives Matter desencadeados pelas mortes de George Floyd e Breonna Taylor nos EUA.

“A polarização, juntamente com o isolamento social necessário para combater esta pandemia, fez com que nos sentíssemos mais sozinhos do que nunca”, escreveu ela.



 Seja um parceiro do nosso Blog: Fale conosco.

Segue o "Águas da vida" no Facebook


O romance do ano:
Adelaide - A Duquesa

 

Comentários