O segredo de Shirley MacLaine para sua longevidade: ‘Eu não sou uma diva’

ADVN - Shirley MacLaine tinha apenas 16 anos quando deixou Arlington, Va., E foi para a Broadway. Com uma vida inteira de aulas de dança atrás dela - sua mãe a matriculou no balé quando ela tinha 3 anos para ajudar a fortalecer seus tornozelos fracos - ela conseguiu um show de verão como corista em “Oklahoma!” Ela voltou para sua cidade natal para terminar a escola, então fez um caminho mais curto de volta para a Grande Via Branca.

“Depois que me formei no colégio, não havia dúvidas sobre o que eu iria fazer”, MacLaine disse à Variety de seu rancho em Santa Fé, N.M.

Sua vida mudou da noite para o dia quando, como dançarina na produção original de 1954 de “O Jogo do Pijama”, ela substituiu a estrela Carol Haney depois de torcer o tornozelo. Alguns meses depois, MacLaine assinou contrato com a Paramount Pictures.

Nas mais de seis décadas desde então, MacLaine ganhou cinco indicações ao Oscar por atuação, finalmente levando para casa o ouro em 1984 por seu trabalho como Aurora Greenway em "Termos de Ternura" de James Burrows. Ela também tem cinco Globos de Ouro em sua estante, bem como um Emmy e inúmeros outros prêmios e homenagens.

E nenhuma vez ela diminuiu o ritmo. Na verdade, a lenda de 86 anos tem três filmes planejados quando é seguro para ela voltar ao trabalho.

Qual é o segredo da longevidade da sua carreira?

Mesmo que eu diga a verdade às pessoas não acreditam, eu não sou uma diva. Isso vem do meu treinamento de balé aos 3 anos. Eu trabalhei duro e honestamente, com um pouco de arte, eu pude ir longe. Também continuei no balé  e nunca pensei em desistir porque eu queria pagar minhas passagens aéreas para viajar, invés de recebe-las gratis. Eu não socializei no estilo de Hollywood. Prefiro viajar para um país que não conheça. Então, quando penso na minha vida, não tenho certeza se não colocaria as viagens um pouco acima do show business.

Seja um parceiro do nosso Blog: Fale conosco.

Segue o "Águas da vida" no Facebook


O romance do ano:
Adelaide - A Duquesa

 

Comentários