Cher revela que um homem tentou matá-la

 

ADVN - Cher revelou que um homem uma vez tentou matá-la quando ela foi trabalhar em uma apresentação na Broadway em Nova York em 1982.

A icônica cantora, de 74 anos, falou abertamente sobre a terrível provação com a revista G2 do The Guardian na segunda-feira, dizendo que os fãs vieram em seu socorro depois que ela foi arrastada para um beco pela pessoa.

Discutindo como ela não gosta mais de sair depois de seus shows porque 'não é seguro' enquanto as pessoas 'apressam' ela, ela refletiu: 'Eu fiz um homem tentar me matar.

“Eu sempre era deixado na porta do palco quando estava fazendo Come Back To the Five and Dime na Broadway. Achei que ele fosse apertar minha mão e ele agarrou meu braço e o colocou nas minhas costas.

'Ele começou a me empurrar pelo beco e disse:' Se você fizer um barulho, eu mato você. ' Dois fãs, que mais tarde se tornaram amigos, viram que algo estava errado, começaram a gritar e correram em minha direção, e ele fugiu.

Come Back To the Five and Dime foi o primeiro papel importante de Cher no palco, e ela estrelou como garçonete Sissy em 52 apresentações no teatro Martin Beck em 1982.

A entrevista recente de Cher ocorreu no momento em que a cantora partiu em uma missão para salvar Bua Noi, o último gorila remanescente na Tailândia, que passou três décadas morando em cima de um shopping center tailandês.

Depois de liderar recentemente uma campanha de mídia social para libertar o 'elefante mais solitário do mundo' de um zoológico do Paquistão, o ícone pop revelou que ela já está trabalhando para libertar outro animal preso que vive em 'condições péssimas'.

Em um apelo ao 'bom povo de Bangkok', ela pediu a ajuda de seus fãs para ajudá-la a 'parar a tortura de animais inocentes' no Pata Zoo no Twitter.

O pequeno zoológico na cobertura, na capital da Tailândia, 'foi considerado' um dos lugares mais tristes do mundo 'pelo grupo de direitos dos animais PETA Ásia', de acordo com o The Washington Post.

Agencia Dailymail


Seja um parceiro do nosso Blog: Fale conosco.

Segue o "Águas da vida" no Facebook

Segue no Instagram: @aguasdavidanews




Comentários